Licenciamento - válido para todos os textos do blog

Licença Creative Commons
Este trabalho de Flávio Raphael Barcellos, está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://sobre-fotografar.blogspot.com/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://sobre-fotografar.blogspot.com/p/licenciamento.html.

Avisos iniciais

---

2012-12-19

Obturador – Controlando a exposição (parte 2)

[Meu blog mudou visite o novo clicando aqui]

Esse texto foi revisado e publicado novamente no novo espaço:

Agora trataremos do outro componente para o controle da exposição, o obturador. Com ele, controla-se o tempo que o sensor (ou filme) ficará exposto à luz, para registrar a imagem.
Nas câmeras DSLR, o obturador é formado por uma cortina dupla (de um material leve e resistente), que se desloca abrindo e fechando a passagem de luz no sensor. Ao acionar o botão disparador, a cortina se abre e, logo após, com o tempo de exposição, começa a fechar uma segunda cortina (quando se estuda sobre flash, é comum ler sobre primeira e segunda cortina). Esse tipo de obturador é chamado, obturador de plano focal. Câmeras antigas podiam ter um obturador em forma de íris, como o diafragma, mas esse tipo de obturador forma vinheta nas bordas da imagem, por deixar a borda com menor tempo de exposição.

2012-10-08

Diafragma – Controlando a exposição (parte 1)


[Meu blog mudou visite o novo clicando aqui]

Esse texto foi revisado e publicado novamente no novo espaço:

O controle da exposição (tratamos um pouco disso no primeiro texto da série, no link), é feito por dois dispositivos na câmera, o diafragma e o obturador. Nesse texto trataremos do diafragma para depois tratarmos do controle do tempo de exposição no obturador.
O diafragma é composto por uma série de lâminas que, por meio de um controle, regula o que seria o tamanho do “furo” por onde a luz passa, mais a frente quando tratarmos da reciprocidade – no final da série de textos – teremos uma analogia onde o diafragma faz o controle da vazão. Note que, algumas câmeras compactas não possuem diafragma, realizando um controle análogo com um filtro de densidade neutra (escurecendo como fazemos com o uso de óculos de sol).

2012-07-11

Balanço de Branco – entenda como sua câmera funciona e faça fotos melhores


[Meu blog mudou visite o novo clicando aqui]

Esse texto foi revisado e publicado novamente no novo espaço:

Continuando nossa jornada para conhecer melhor como nossas câmeras funcionam. Um outro elemento importante para que consigamos fazer fotos melhores é o controle do balanço de branco.
Apesar do sensor digital ser inspirado no funcionamento dos nossos olhos(1), ele não é exatamente igual, pois nosso cérebro consegue identificar cores e ajustar o que seria o branco de forma bem precisa, mesmo sob condições extremas de iluminação. O “cérebro” da câmera, seu processador e o programa embutido (firmware) pode não ser tão bom em fazer isso, causando uma deturpação de cores na imagem capturada.

2012-05-03

Medição de luz


[Meu blog mudou visite o novo clicando aqui]

Esse texto foi revisado e publicado novamente no novo espaço:

Sempre digo que a melhor forma de se começar fazer fotos melhores (ou menos piores) é conhecer bem como seu equipamento funciona. Uma boa leitura do manual da câmera, não a simples leitura, mas a leitura acompanhada de testes de tudo o que está lá, mesmo não entendendo bem o que se está fazendo, ajuda muito nisso. Nem todo manual cobre alguns assuntos básicos, com esse texto começamos a explorar alguns desses tópicos.
Fotografar é capturar a luz. Sem luz não existe fotografia. Por isso é preciso entender de luz para se poder fazer boas fotografias. Além de entender de luz, é preciso entender como se pode medir a luz para se poder configurar a câmera de forma a se obter o resultado desejado. A principio não existe certo ou errado numa foto mais clara ou mais escura, vai pelo desejo do fotógrafo – o que ele deseja expressar.

2012-04-09

Fotografia em P&B – configurando direto na câmera

[Meu blog mudou visite o novo clicando aqui]

Esse texto foi revisado e publicado novamente no novo espaço:

Não tenho muito gosto para ficar horas na frente do computador editando fotografias e, se for para fazer uma configuração básica (script do editor) para fazer o processo automatizado, prefiro fazer as configurações na própria câmera e já ter a saída do jeito que gosto.

Configurar a câmera para fazer as fotos P&B tem vantagens e desvantagens. Na lista das desvantagens, a que mais me preocupa é não ter uma versão colorida da imagem para poder ver e aproveitar. Mas, se a câmera tiver opção de fotografar em RAW e JPEG simultaneamente (ou ser como algumas compactas, que, quando seleciona imagem P&B, fazem as duas versões JPEG) isso deixa de ser problema.

2012-03-09

Fotografia em P&B - Um curso

Essa semana, mais precisamente na terça feira, comecei um curso de fotografia preto e branco com o Mestre brasileiro da fotografia colorida, Walter Firmo.

Eu estava precisando de um tempo para refletir sobre o ato fotográfico, e resolvi fazer um curso.

Um curso é uma forma de estimular a reflexão além de introduzir uma visão mais formal sobre a fotografia. Terei a oportunidade de conhecer ainda mais um grande mestra da fotografia (*), ter acesso a visão dele sobre sobre a fotografia, além de escutar o que ele diz sobre outros grandes mestres (os mestres dele).

2012-02-25

Como fotografar a Lua - Regra Sunny 16

[Meu blog mudou visite o novo clicando aqui]

Esse texto foi revisado e publicado novamente no novo espaço:

Todos gostam de ver a lua cheia no céu e melhor ainda é poder fazer uma bela fotografia dela. Então, você prepara a câmera, aponta para a lua, ajusta o zoom para fazer aquela aproximação e só consegue uma grande mancha branca. Onde estão os detalhes as crateras e todo o resto que podemos ver, até mesmo, a olho nu?

2012-02-15

Comprimento focal: lente para DSLR ou câmera superzoom

Este é mais um texto que foi inspirado numa resposta que dei para uma pergunta no Yahoo!Respostas.

Vejam a pergunta e a resposta original aqui, caso não tenha sido apagada.

A pergunta foi basicamente sobre a diferença entre comprar uma lente 70-300mm para usar na câmera D3100 ou comprar uma superzoom, no caso, uma Nikon P500.

2012-01-12

Quero uma câmera bridge?

Licença Creative Commons
Antes que possam ficar imaginado besteira, eu não quero uma câmera que o mercado chama de bridge e alguns sites especializados chamam de DSLR like.

Esse é mais um texto motivado por uma pergunta que respondi no Yahoo!Respostas.

Para quem quiser consultar, caso a mesma não tenha sido removida, a pergunta e minha resposta estão aqui.

A pessoa que perguntou, estava desejando uma indicação de uma câmera desse tipo além de manifestar que deseja iniciar na fotografia. Eu tenho dúvidas se esse tipo de câmera é, realmente, o indicado para quem está querendo iniciar na fotografia.

Esse texto poderia ser uma cópia da pergunta, mas ando motivado para escrever e fiquei mais prolixo ainda. Por isso, o texto deu uma "engordada" e está com um pouco mais de conteúdo que na resposta para o Y!R.

Vamos ao que interessa.

Como usar a câmera para fotografar corridas?


Meu blog mudou visite o novo clicando aqui]

Esse texto foi revisado e publicado novamente no novo espaço:
Como usar a câmera para fotografar corridas?

Esta foi uma pergunta no Yahoo!Respostas que achei interessante copiar aqui.

Para quem quiser consultar, caso a mesma não tenha sido removida, a pergunta e minha resposta estão aqui.

A pergunta era sobre como fotografar uma corrida, o autor da pergunta possui uma DSLR e estava pensando em usar o modo automático.

Eu tentei dissuadi-lo da opção de usar o modo automático. Pois, fazer uma boa foto nesse tipo de situação deixando a câmera no automático passa a ser uma questão de sorte, devido ao modo automático não ser feito (programado) pensando nesse tipo de situação.

Além disso, usar o modo manual, sob condições relativamente estáveis é muito simples e renderá resultados muito melhores com um pouco de prática.

Esse texto tem como pré-requisito, conhecimento básico de técnica de fotografia, no final deixo uma lista de links para se poder estudar esse básico.

O leitor não precisa possuir uma DSLR para se beneficiar das dicas aqui apresentadas. Qualquer câmera com controle real da exposição (diafragma e tempo de exposição), seja uma compacta avançada, uma boa superzoom ou uma de sistema híbrido sem espelho, servirá. Pode-se ter apenas um pouco de dificuldade relacionada a acompanhar movimentos rápidos numa tela de LCD em vez de numa ocular ótica.

Vamos ao que interessa.